FALE CONOSCO: (67) 3409 1234

Copasul - Cooperativa Agrícola Sul MatoGrossense
Download NFe/XML Webmail

dji_0118

11ª Jornada Técnica da Soja Copasul traz informação de qualidade ao produtor

15, Jan de 2020
Voltar

Evento realizado no dia 15 de janeiro foi destacado pelos participantes e organização como mais uma oportunidade de aprender mais e apresentou o campeão CESB 2019, Mauricio de Bortoli

 

A 11ª edição da Jornada Técnica da Soja realizada pela Copasul – Cooperativa Agrícola Sul-Mato-Grossense no dia 15 de janeiro superou a expectativa de participação com mais de 450 pessoas presentes ao evento. A Jornada aconteceu nas Unidades de Difusão de Tecnologias da cooperativa, anexas à Unidade Silos Itaquiraí, no município de Itaquiraí e teve como um dos destaques do evento a presença do engenheiro agrônomo Mauricio de Bortoli, campeão da 11ª edição do Desafio CESB de Máxima Produtividade de Soja de 2019.

 

A palestra aconteceu após as estações apresentadas pelos pesquisadores doutores da Fundação MS e arrancou elogios dos produtores e organizadores do evento. Mauricio foi o responsável pelo talhão que produziu 123,88 sacas por hectare, maior média entre 863 propriedades de sojicultores auditadas pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) em todo o País no ano passado. Na Jornada, ele contou sobre um trabalho minucioso que dura já 14 anos nas propriedades rurais dele e da família. O palestrante falou sobre os 52 fatores que considera interferir na produção de grãos, dividindo em três grupos de importância.

 

“Um produtor que vence na produtividade da Cesb em vários anos e no ano passado com os três primeiros lugares tem que ser respeitado. O que ele trouxe de conhecimento pra gente mostra que nossa lavoura é um laboratório e que todos nós precisamos de informações para aplicar no campo e conquistar mais produtividade”, disse Everaldo Jorge dos Reis, diretor-secretário da Copasul.

 

Everaldo destacou ainda o comprometimento dos produtores da região em buscar conhecimento.

“A agricultura é muito dinâmica e muda muito. Parabéns aos produtores pela dedicação, ao Departamento Agronômico, que busca a cada dia mais conhecimento. Então este evento é muito importante porque vem de encontro a esta necessidade”, disse.

 

O diretor do Departamento Agronômico, Anderson Luis Guido, destacou o alto número de participantes no evento e a qualidade das palestras. “O evento superou as expectativas em número de pessoas. Mostra que estamos no caminho certo, trazendo informações relevantes através dos palestrantes. O que o Maurício trouxe de informação foi muito importante. Temos que nos espelhar nestas pessoas que tem feito alguns trabalhos e tido sucesso. Ele fez um esforço para estar aqui no evento da Copasul e foi uma honra. A Fundação MS, com a presença dos especialistas, também foi novidade e agregou muito valor ao evento, o Henry [Sako], com o trabalho do Construindo Solos, mostrando visualmente o ganho com subsolagem, com correção de solo, de perfil”, disse Guido.

 

Todos os elogios foram reforçados também pelos produtores que vieram de longe para conferir a Jornada Técnica. Murilo Eduardo, cooperado de Anaurilândia, destacou as pesquisas mostradas pela Fundação MS e a presença de Mauricio de Bortoli. “A gente entende que são pequenos detalhes que mudam grandes coisas no final, principalmente em produtividade. E estes detalhes, a maioria não tem custo, detalhe que está na nossa mão de fazer ou não fazer, ou dentro de um custo que já existe, fazer corretamente. É fazer o básico e bem feito”, disse Murilo.

 

Também de Anaurilândia, Luciano Pompilho participa há mais de 6 anos e destacou mais um evento excelente. “A Copasul está sempre surpreendendo a gente. O que é interessante ver com um evento deste da cooperativa, é que ela não foca apenas em vender ou receber a produção. A Copasul quer que o cooperado cresça, para ela crescer junto. Isto me fez escolher a Copasul e isto é muito positivo”, disse.

 

O diretor-presidente da Copasul, Gervásio Kamitani, elogiou a qualidade das informações e resumiu o evento com um pensamento prático. “Através destas informações ficamos capacitados. Mas precisamos colocar em prática. Se o estudo mostra que é necessário colocar calcário no solo, a cooperativa viabiliza que o cooperado consiga comprar este insumo e o resultado é na safra boa para o produtor. Acima de tudo viabilizar a aplicação do que o produtor aprende aqui no evento”, disse Gervásio.

 

A 11ª Jornada Técnica da Soja foi uma realização do Departamento Agronômico da Copasul e reuniu mais de 450 pessoas. As palestras simultâneas da Fundação MS em quatro estações montadas no campo de experimentos da UDT 1 tiveram a participação dos doutores José Fernando Jurca, André Lourenço com Lucas Rizzato, Douglas Gitti e André Bezerra.

 

Após a primeira bateria de palestras, aconteceu na sede da Fazenda Meio Século a palestra técnica “Manejo para altos rendimentos”, com o engenheiro-agrônomo Mauricio de Bortoli. Depois do almoço, os participantes se deslocaram para a UDT 2, área de experimentos do Projeto Construindo Solos da Copasul, onde aconteceu a apresentação dos trabalhos em manejo de solo e correção. Em seguida, acontece a palestra técnica “Construindo o perfil do solo”, ministrada na trincheira pelo engenheiro agrônomo Henry Sako, que também falou do evento.

 

“Parabenizo todo o time da Copasul pelo excelente evento que teve aqui, com bastante qualidade de informação. Os produtores pegaram bem os conceitos. Mais uma vez a Copasul trazendo coisas boas para o produtor local”, disse Henry.

 

Ao final das palestras, todos seguiram para Naviraí, onde aconteceu a confraternização na AREC - Associação Recreativa e Esportiva Copasul.

 

A Jornada Técnica da Soja foi uma realização da Copasul com o apoio da Fundação MS e teve como patrocinadores categoria Diamante a Bayer, Corteva, Yara, KWS e Basf, categoria Ouro, a Stoller, UPL, Nufarm e Adama, e categoria Prata, a CropChem, Soesp, Jotabasso, TimacAgro, Grupo Inquima, Vittia, Agrocete, Mosaic, SuperBac, AgricomSeeds e Fertipar.